Laserterapia

Laser terapêutico de baixa potência

tratamento com laser innovare saúde

O que é o Laser:

É uma luz comum mas de alta intensidade e cada um tem uma cor apenas. Só temos vida no planeta por causa da luz, que é uma radiação eletromagnética. Podemos defini-la como energia pura. Na laserterapia utilizamos apenas a porção boa da luz.

A ação do Laser no organismo:

Sendo energia pura, e de alta intensidade, ao aplicar nos pontos, esta energia é absorvida pela célula promovendo diversas reações químicas no tecido. Todas estas reações modulam todas as atividades do organismo para curar os males. Daí dizer-se que o laser é Biomodulador tecidual.

Qual a vantagem da Laserterapia:

É a única terapia onde a célula é alimentada pela energia da luz. Ou seja, além de ativar os processos químicos que induzem a cura, a célula doente envolvida no processo, se recupera, promovendo um restabelecimento rápido e duradouro.

O tratamento:

Como o próprio nome diz, é uma terapia. E como qualquer outro tratamento terapêutico, as reações dos organismos variam muito de pessoa para pessoa.
Toda reação é previsível, os sintomas podem desaparecer com uma única aplicação do laser, como também, podem não responder à aplicação sendo necessárias várias consultas. E, às vezes, momentaneamente, os sintomas podem piorar. Por exemplo, a dor que estava melhorando, aumenta novamente, mas por pouco tempo. É o que a medicina chama de fase crítica da cura. Portanto, o tempo de tratamento pode ser breve como pode se prolongar mais.

A Técnica ILIB:

A técnica totalmente não invasiva, tem sido aplicada em diversas patologias e mais recentemente no anti envelhecimento e na estética.
Na Rússia a ILIB (Intra-vascular Laser Irradiation of Blood ou irradiação do sangue com laser) ILIB, e é executada desde 1970, com muito sucesso em diversas patologias.
A técnica russa modificada no Brasil (INCOR) onde é irradiado um vaso sanguíneo topicamente, e se consegue produzir um efeito foto químico que age sistemicamente, pela produção da metaloenzima SOD ZnCu, tendo indicação para processos inflamatórios agudos e crônicos, asma, diabetes, arritmia cardíaca, úlceras indolentes, anemia falciforme, etc.

Técnica ILIB Innovare

Cicatrização:

Pós micropigmentação, acne, cirurgia plástica, unhas encravadas e feridas.

Terapia Fotodinâmica:

É a terapia onde se utiliza o laser de baixa potência associado à drogas. Estas drogas tem que ser foto-ativáveis. Podem ser ministradas tanto sistêmica quanto topicamente. Seus alvos são: HPV, e todo tipo de microorganismos.

Cirurgia Plástica:

A laserterapia ameniza e/ou previne todas as intercorrências comuns no pós-operatório relacionado às cirurgias plásticas. Dentre elas, o previsível processo inflamatório e o prematuro restabelecimento do equilíbrio das regiões agredidas.

Quelóide:

Ao acelerar o processo de cicatrização, o laser induz um ambiente desfavorável à formação de kelóides. Entretanto, se o kelóide já está formado, uma outra técnica utilizando a laserterapia, denominada, Terapia fotodinâmica tem se mostrado eficiente na maioria dos casos.

Dores:

É um dos grandes benefícios no pós-operatório. A aplicação da laserterapia equivale à ingestão do analgésico Viox. O laser conseguiu resultados satisfatórios no tratamento de algias crônicas, insolúveis à outras terapias.

Drenagem Linfática:

Além de proporcionando os benefícios da drenagem manual, ao irradiar o corpo, o laser restabelece a saúde das células.

Enxaqueca:

O tratamento da enxaqueca tensional tem ótimo e prolongado resultado com a laserterapia, considerando seu poder relaxante, antiinflamatório, analgésico e fotomodelador celular.

Sinusites:

Eficiência também em sinusites agudas e crônicas, sob três efeitos terapêuticos do laser, o antiinflamatório, o fotobiomodulador e o imunológico.

Acnes (Espinhas):

Sem administração de nenhum medicamento, a acne pode ser tratada pela laserterapia na eliminação das bactérias, na cicatrização das feridas, na remoção das manchas e na produção de colágeno nas seqüelas dermatológicas inestéticas.

Micoses:

A terapia fotodinâmica além da eficiência no combate de inúmeros microorganismos responsáveis por diversas patologias como a micose de unha (onicomicose), não induz a resistência microbiana, comuns quando se utiliza fármacos.

Necrose:

Muitos fatores que desencadeiam necrose dos tecidos, são compensados com a radiação a laser. A técnica é segura e natural e exaustivamente pesquisada nos grandes centros universitários.

Feridas:

A laserterpia tem ganhado um espaço considerável no tratamento das feridas de pé diabético. Esta terapia resolve casos de feridas indolentes que persistem há anos não respondendo aos tratamentos convencionais.

Fotorejuvenescimento:

O raio laser na dose certa induz a formação de fibras colágenas da pele, conjuntamente à ativação de sua melhor fisiologia, resultando em uma pele jovem e saudável. É sensível a melhora de sua elasticidade, brilho e tenacidade.

Cesariana:

Cicatrização, estética, kelóide, analgesia, fibrose.

Menopausa:

Ondas de calor (fogacho).

Ulcerações mamilar na amamentação:

Cicatrização, desinflamação, analgesia.

Cicatrização umbilical do recem nascido:

Cicatrização.

Vaginose, candidíase, herpes:

Utilizando o potencial bactericida da terapia fotodinâmica.

Complicações em radioterapia:

Regeneração das células e tecidos envolvidos, dor, etc.

Dores pélvica, vaginal, lombalgia:

O laser trabalha na liberação local e sistêmica de endorfinas. Promove o relaxamento muscular e restabelece a homeostase de todos os processos fisiológicos envolvidos.

Processos alérgicos:

A ILIB se mostra muito eficiente nos processos alérgicos, tanto para os de manifestação nas vias aéreas como os dermatológicos.

Agende uma consulta

Copyrights 2016 © Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp chat